Empresas usam estratégias digitais para se destacar na Black Friday

0
51
 
Pelo sexto ano consecutivo, empresas e consumidores vivem a expectativa pela sexta-feira mais aguardada de novembro e que cairá no próximo dia 25. Em 2016, a estimativa é que o faturamento da Black Friday aumente 18% em relação à edição anterior, alcançando quase R$ 2 bilhões em vendas, tanto em lojas físicas quanto no e-commerce, onde acontecem as maiores ofertas. De acordo com Cláudia Boaventura, consultora de marketing digital e diretora da agência BCOMB, no ambiente on-line a concorrência está literalmente a um clique de distância e o grande desafio é como se destacar dos demais.
 
“É essencial desenvolver estratégias que não somente tragam os internautas para o site, mas, é claro, que convertam essas visitas em vendas. Isso é possível com uma série de ações combinadas, que vão desde posts patrocinados no Facebook para garantir o engajamento com a marca, quanto disparo de newsletter para os clientes cadastrados com as ofertas em destaque”, explica Cláudia.
 
Responsável pela estratégia on-line de grandes empresas, ela cita o exemplo da Hammerhead, marca de artigos esportivos do nadador catarinense Fernando Scherer. Vice-líder no market share nacional, com mais de 4 mil pontos de venda e R$ 1 milhão anual em patrocínios, a empresa reformulou neste ano a sua plataforma de e-commerce (www.hammerhead.com.br).
 
“Estamos investindo em ações de relacionamento on-line e nos últimos meses obtivemos crescimento exponencial no engajamento dos internautas nas redes sociais. Também passamos a oferecer conteúdos específicos de acordo com os diferentes públicos. Portanto, a nossa expectativa é ter incremento de 50% nas vendas para o período em relação ao ano passado”, conta Michele Silveira, coordenadora de marketing da Hammerhead.

DEIXE UMA RESPOSTA