Túnel do tempo

    0
    26

    Em 1985, Medrado Dias era candidato – e tido como favorito – a suceder Giulite Coutinho na presidência da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Esteve em Florianópolis, em campanha, recebido por Pedro Lopes, que presidia a Federação Catarinense de Futebol. Eu dava os primeiros passos como editor de Esportes do jornal O Estado e compareci à entrevista coletiva, na sede da FCF (à época, na rua Vidal Ramos, centro de Floripa), com um muito jovem subordinado e definitivamente amigo – o jornalista Luciano Bittencourt, hoje professor na Unisul.

    Na foto, também estão Sergio Murilo (na ponta da mesa, à esquerda e ao lado do falecido ex-presidente da FCF, Delfim de Pádua Peixoto), Carlos Alberto Ferreira (de óculo, e creio que, naquele tempo, estava em A Notícia) e Evory Pedro Schmidt, do Jornal de Santa Catarina.

    Juro que não lembro o autor da foto.

    Vale dizer: Medrado Dias não se elegeu, perdeu para Nabi Abi Chedid, responsável por uma das mais polêmicas gestões da CBF.