Os ‘Sertões’ estão voltando!

    0
    28

    A cobertura de três edições do ‘Rally dos Sertões’ é algo que destaco em meus 40 anos de profissão, não apenas porque a competição é uma das 10 mais desafiadoras da modalidade no planeta, mas pelo contexto. Em seus milhares de quilômetros revela-se um Brasil ainda desconhecido dos próprios brasileiros. A riqueza do Cerrado, maior bioma do país, os sertanejos, a pobreza e o potencial para desenvolver estas regiões. Pilotos, navegadores, mecânicos, médicos e enfermeiros, jornalistas e pessoal de apoio formam um grande ‘circo’, muito solidário e divertido. O calor tórrido e a umidade baixíssima, os muitos dias comendo pouco ou nada e dormindo ainda menos são superados com este ambiente – que só muda na pista, nas ‘especiais’, os trechos de competição. Também há muitas ações de responsabilidade social pelo caminho, tanto das equipes quanto da organização do rali.

    Meu primeiro ‘Sertões’ foi em 2000, acompanhando os irmãos Marlon e Joseane Koerich, que também estreavam e edições à frente sagraram-se campeões. Foi minha estreia como repórter-fotográfico, e única em que operei um equipamento profissional analógico. Gastei 25 filmes de 36 poses! Saímos da praça Charles Miller, defronte ao Pacaembu e terminamos em Fortaleza, depois de 7 mil km.

    Pelos próximos dias, resgato histórias e imagens desta incrível competição. A edição 2020, em condições muito especiais por conta da pandemia, larga no dia 07 de novembro, em São Paulo, e encerra em Jericoacoara, no Ceará, em 15 de novembro.

     

    Por Carlos Stegemann, jornalista

    Foto: Carlos Stegemann