O Escotismo e a sustentabilidade

    0
    146

    Por Danilo Duarte, voluntário escoteiro e jornalista

    Anualmente os Escoteiros do Brasil adotam um tema norteador para as ações dos mais de 80 mil membros, a exemplo de outras instituições. Neste ano, em que incorporamos as propostas dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – propostos pela Organização das Nações Unidas (ONU) – convidamos os familiares de nossos participantes e toda a sociedade a refletir sobre a necessidade de percebermos o impacto do comportamento humano no meio ambiente e nos comprometemos a realizar atividades que mostrem a importância do assunto.

    Intimamente ligados com o desenvolvimento da cidadania de nossos associados desde a infância e por toda a adolescência e juventude por meio de atividades educativas que despertam o trabalho em equipe, o compromisso por adesão voluntária a um conjunto de valores compartilhados mundialmente e o aprendizado pela prática, somos conhecidos também pela cultura em preservar e promover a sustentabilidade entre as crianças e jovens que participam dos mais de 1,2 mil Grupos Escoteiros país afora – cerca de 130 deles em solo catarinense.

    Em pelo menos três oportunidades ao longo do ano promoveremos ações articuladas em todo o Brasil para demonstrar a urgência e a importância de discutir e, mais do que isso, ter atitudes sustentáveis. Há ainda que se incluir nesta conta as intervenções que semanalmente nossos mais de 8 mil crianças, jovens e adultos de Santa Catarina promoverão de forma pulverizada por todo o estado.

    Baden-Powell, fundador do Escotismo, já expunha em suas obras literárias, há mais de um século, a necessidade de promover uma educação transformadora, como escreveu no livro “Guia do Chefe Escoteiro”, quando afirmou que “este é, portanto, o mais importante objetivo do treinamento escoteiro – educar; não simplesmente instruir, mas educar, isto é, levar o jovem a aprender por si próprio e voluntariamente tudo aquilo que contribua para forjar seu caráter”.

    Nas últimas décadas o Movimento Escoteiro adotou mundialmente, como parte de seu posicionamento institucional, a expressão “construindo um mundo melhor”, sintetizando o propósito de contribuir, como resultado do seu trabalho educativo, para a arquitetura e implantação de um mundo em que todos possam viver de modo digno e produtivo. Temos a convicção de que incorporar atitudes sustentáveis, como os propostos ao longo deste ano, é uma das formas de contribuirmos para materializarmos esta ambição.