A luz do ‘empresário sombra’

    0
    71

    O programa ‘Empresário Sombra’ é o que mais simpatizo entre as iniciativas da Junior Achievement. A diferença com as demais dinâmicas consiste na proximidade com o(a) jovem que nos acompanha no decorrer de um dia de trabalho – e com isso é possível personalizar o que entendo como mentoria de imersão. Na última quarta-feira (10), eu e o jornalista André Seben tivemos a quarta experiência, com as estudantes Nathália Acordi da Silva e Ana Carolina Martins Krachinski (Senai/S. José e Escola Básica Estadual Irmã Maria Teresa/ Palhoça, respectivamente), que conheceram sobre as atividades da PalavraCom e da Carbo Editora: assessoria de imprensa, produção de conteúdo, redação e edição de livros, entre muitos outras.

    Nathália, inclusive, me acompanhou no evento ‘Pacto pela Inovação’, e depois conheceu (brevemente) o Sapiens Parque. Foi a oportunidade para descobrir o quanto a cidade e o estado estão avançados – e ainda podem ir muito além – no empreendedorismo tecnológico. Ambas desejam ser jornalistas e souberam dos imensos desafios contemporâneos impostos à profissão, mas, na mesma proporção, de o quanto seu bom exercício pode proporcionar o amplo acesso ao conhecimento, sem comparação com quaisquer outras atividades.

    “Minha experiência foi maravilhosa. Eu só tenho a agradecer cada minuto que passei dentro da empresa. Os empresários mostraram que a carreira de jornalista enfrenta desafios, e pode ser difícil – mas com dedicação é possível conseguir o que se quer e isso serve para todas as carreiras”, avaliou Ana Carolina, 16 anos. “Foi um dia inesquecível e levarei a experiências e os conselhos por toda a vida”, sintetizou Nathália, 15 anos.

    Minha proposta: estender, ilimitadamente, o tempo de convivência com os jovens que participam do programa ‘Empresário-Sombra’, criando uma mentoria de longo prazo, contribuindo para o futuro profissional e a formação da cidadania destes estudantes.

     

    Por Carlos Stegemann (jornalista)