Berlanda recebe Selo Resgata por projeto de ressocialização em presídio

0
12
Setor de costuras da Catarina Estofados (Foto: Carlos Stegemann)

Maior rede de móveis e eletro de SC, a Berlanda foi reconhecida como empresa que trabalha com responsabilidade social junto a detentos do sistema penitenciário. O selo Resgata é uma iniciativa do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), órgão vinculado ao Ministério Extraordinário da Segurança Pública, que reconhece empresas e instituições que contratam pessoas privadas de liberdade e egressos do sistema prisional.

A inclusão de detentos faz parte da política de inclusão e responsabilidade social da Berlanda desde 2009, quando iniciou a investir em ressocialização com fábricas construídas dentro da Penitenciária Regional de Curitibanos, em São Cristóvão do Sul. Cerca de 320 detentos produzem estofados, camas box e travesseiros. Eles recebem um salário mínimo, além da redução de um terço de sua pena (a cada três dias trabalhados reduz um dia da pena). Os investimentos da empresa nas unidades somam mais de R$ 4 milhões, num total de 9 mil m² de área construída.

“Receber esse importante reconhecimento é uma honra e nos faz acreditar ainda mais no trabalho desenvolvido na penitenciária. A ressocialização é uma forma de dar aos detentos uma nova oportunidade de vida através do trabalho”, comenta o empresário Nilso Berlanda, presidente do Grupo Berlanda, que recebeu o Selo Resgata em Brasília em solenidade com a presença do presidente da República Michel Temer, do Ministro Extraordinário da Segurança Pública Raul Jungmann e do diretor-geral do Depen Carlos Felipe Alencastro de Carvalho.

Este é o segundo reconhecimento consecutivo pela mesma iniciativa. Em 2017 a Berlanda recebeu o Prêmio Empresa Cidadã, chancelado pela Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing de Santa Catarina (ADVB/SC) à Fábrica de Estofados Catarina, empresa do Grupo.

Entrega Selo Resgata – Nilso Berlanda e Carlos Marun

DEIXE UMA RESPOSTA