Black Friday dá o pontapé para vendas de Natal e amplia otimismo

0
4

 

A recuperação da economia e do otimismo do consumidor catarinense são os principais ingredientes para que as vendas nessas últimas semanas de 2017 sejam melhores do que os resultados do ano anterior. O primeiro evento deste período é a Black Friday, que ocorre nesta semana. A previsão do varejo catarinense é que a ação possa ser considerada o pontapé para o ápice das vendas, no Natal.

Na Berlanda, a maior varejista catarinense de móveis e eletroportáteis, a previsão é de que as vendas apenas durante a Black Friday sejam até 20% maiores do que o registrado no ano passado. Além disso, a projeção é que o tíquete médio – valor que cada cliente gasta em suas compras no estabelecimento – tenha acréscimo de 15% sobre o resultado de 2016.

“Nossas projeções estão baseadas no fato de ampliarmos o período da promoção [iniciada no último dia 20 e seguindo até sábado, 25] -, no reforço do mix de produtos, que foi ampliado em 100% na linha de tecnologia, em especial de celulares, de possuirmos toda a cadeia de produção, distribuição e venda de móveis, entre outros fatores”, aponta Eloir Tluzsc, gerente de vendas da marca.

Já na Hammerhead, empresa de artigos esportivos do ex-nadador e medalhista olímpico Fernando Scherer, a expectativa é crescer 10% nas vendas em relação ao ano passado. De acordo com Michele Silveira, supervisora de marketing, todo o site hammerhead.com.br estará com descontos que podem chegar a 70% até o dia 30 deste mês. Os produtos mais procurados em 2016 foram de confecção esportiva, como macaquinho para triathlon, e acessórios para natação, como toucas, óculos, palmares e nadadeiras. Estas categorias devem liderar as vendas também em 2017. “Este é o segundo ano que estamos investindo de fato na Black Friday, pois é essencial estarmos alinhados com o mundo on-line. É cada vez maior o número de lojas que aderem ao movimento e o consumidor já espera ansioso por esta data que entrou de forma definitiva no calendário do varejo nacional”, explica Michele.

Para Ivan Tauffer, presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL/SC), a proximidade da Black Friday e do Natal, aliada à liberação da primeira parcela do 13º salário é o fator-chave para esse otimismo. “A antecipação das vendas de Natal em alguns setores do comércio, com o consumidor buscando aproveitar os preços para fazer uma boa economia, nos mostra o que deve ser o Natal, com vendas um pouco melhores do que nos últimos anos, geração de emprego e renda e a volta, aos poucos, do otimismo”, avalia.

DEIXE UMA RESPOSTA