Segurança do paciente é destaque em evento estadual

0
48

 

Casa de Saúde São Sebastião explica procedimentos adotados na instituição

 

    A Casa de Saúde São Sebastião, de Florianópolis, foi destaque no Seminário de Segurança do Paciente e as Redes de Atenção à Saúde, promovido pela Secretaria de Estado da Saúde na última semana. No encontro, a equipe multidisciplinar que compõe o Núcleo de Segurança do Paciente (NSP) explicou sobre as ações do hospital para prevenir a ocorrência de eventos adversos que possam afetar os pacientes. 

    

    A segurança do paciente e a qualidade da assistência à saúde têm recebido atenção especial na instituição desde antes da implantação do NSP, em setembro de 2014. O núcleo regulamentará as ações de segurança da Casa de Saúde, incluindo o reconhecimento e o mapeamento dos riscos assistenciais. O objetivo é estimular a criação de uma cultura de gerenciamento deste cuidado, organizar as estratégias e as ações que previnam, minimizem e mitiguem os riscos relacionados a estes processos.

    

    “Queremos garantir a aplicação dos protocolos de segurança, o monitoramento dos indicadores e o aprimoramento da assistência prestada aos pacientes. Além de cumprirmos a missão do hospital, estaremos atendendo as legislações vigentes e os requisitos básicos de segurança do Manual da Organização Nacional de Acreditação”, considera Jackson Suleiman, superintendente da Casa de Saúde São Sebastião.

    

    O trabalho do NSP é contínuo e propõe a disseminação sistemática da cultura de segurança, da articulação e da integração dos processos de gestão de risco. “As medidas vão desde a higienização das mãos com álcool gel até o plano de ação para implantação total do manual de segurança na prescrição, no uso e na administração de medicamentos. A implantação do NSP vai ao encontro da missão da instituição, que prioriza a segurança dos pacientes”, explica Sara Christine Maccari, gerente de Processos e Qualidade do hospital.

    

    O NSP é multidisciplinar, formado por enfermeiros, Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH), farmacêuticos, gerente de Processos e Qualidade, médicos e técnicos em segurança do trabalho, e se reúne a cada dois meses para planejar, desenvolver, controlar e avaliar os processos assistenciais. A implantação do núcleo é prevista na Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 36/2013 e portaria nº 529/2013.

DEIXE UMA RESPOSTA